Número total de visualizações de página

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Desespero

Estou sentada num banco de jardim
E procuro descobrir o que se passa em mim
Embora não obtenha resposta

Dou-me conta
De que procuro razões
Para a minha insatisfação pessoal
E vejo-me a perguntar ao vazio
“Quem sou e o que quer de mim a vida?”

Embora não obtenha resposta
Tento procurar em lembranças recentes.
Vejo-me a vaguear,
A pensar,
A imaginar,
Mas a nenhuma conclusão chego!

Tento iludir-me com coisas desnecessárias
Mas sinto que não estou feliz,
Não estou satisfeita,
Nem segura de mim mesma.

Tento, então, procurar em lembranças longínquas
E aí só me apareces Tu!
E fazes-me lembrar de certos bons momentos que acabaram
Que só me fazem chorar,
Enfraquecer,
Sonhar,
Embora saiba que é um caso perdido.
Perdi-te e nunca te poderei ter de novo!

Tenho a impressão
De que estou só,
Que tenho um vazio dentro de mim!

A certa altura,
Um amigo aproxima-se
Devagar, devagarinho
Talvez com medo de me assustar
Senta-se a meu lado,
Tenta aproximar-se de mim
E aconchega-me no seu peito
Dando-me o carinho de que necessito
E tenta animar-me!

Notei que tinha batido no fundo,
Que já não tinha vontade de fazer nada
Mas de certo modo
Esse meu amigo
Fez me perceber que merecia melhor!
Que não me poderia deixar abater
Mas sim seguir em frente
E provar ao ingrato
Que conseguiria alguém melhor que ele!

18 comentários:

  1. Um bonito texto. Espero que realmente consigas esse alguém melhor. :)

    ResponderEliminar
  2. muito obrigada :)
    vai ser complicado mas tenho que tentar :(

    ResponderEliminar
  3. "Estou sentada num banco de jardim
    E procuro descobrir o que se passa em mim
    Embora não obtenha resposta

    Dou-me conta
    De que procuro razões
    Para a minha insatisfação pessoal
    E vejo-me a perguntar ao vazio
    “Quem sou e o que quer de mim a vida?”

    Embora não obtenha resposta
    Tento procurar em lembranças recentes.
    Vejo-me a vaguear,
    A pensar,
    A imaginar,
    Mas a nenhuma conclusão chego!

    Tento iludir-me com coisas desnecessárias
    Mas sinto que não estou feliz,
    Não estou satisfeita,
    Nem segura de mim mesma."


    Esta parte do teu poema parece que foi "feita" por mim, neste momento estou assim! Não sei o que fazer, não sei se vale a pena nem se estou a tomar as melhores atitudes!

    Parabéns pelo poema está lindo, só podia ser feito por ti :D
    Beijão.

    Inês de Castro

    ResponderEliminar
  4. Oh Ines, estas me a deixar preocupada :(
    nos somos muito parecidas, embora eu tenho escrito sobre mim tambem da para ti :) como sabes preocupo-me mais com os outros do que comigo, portanto posso te dizer que neste momento estou mesmo mal por nao saber o que se passa contigo!
    mas esperarei ate me quereres contar ;)

    muito obrigada, amor xD

    ResponderEliminar
  5. Espero que este teu desespero passe depressa, pois merecemos sempre algo melhor para as nossas vidas e não é por um desaire que te deixarás abater pois que escreve assim com este sentimento tem uma alma bela e é aí que todos a procuram, mas poucos a vêm, mas aqueles que a sentirem, escutarem e compreenderem esses serão os eleitos a viverem dentro desse enorme coração

    SE sigo?

    ResponderEliminar
  6. o que tens de fazer é mesmo esquecer esse rapaz e conhecer alguém que o supere :)

    ResponderEliminar
  7. E vejo-me a perguntar ao vazio
    “Quem sou e o que quer de mim a vida?”

    Sabem que mais
    depois da tempestade vem sempre a bonanza, depois da chuva vem o sol
    depois da noite vem o dia
    depois da triteza vem a alegria
    tudo gira... se decidirmos que a vida é nossa e o nosso mundo é apenas um pequenino mundo dentro de outros mundos.

    Força...Eu sei o quanto é sentir a dor e a solidão mas Deus está sempre connosco
    Utilia

    ResponderEliminar
  8. Rita, muito prazer! Alegre fiquei quando vi seu rostinho hoje no Alfa. Seu blog é uma belezinha e vc tbém. Vá lá no meu outro blog: http://www.marialuizasaes.blogspot.com No outro seu blog, eu não consegui seguir-te, pois não achei os seguidores para clicar, ok? Beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. Amiguita
    Vamos Caminhar...
    Estamos á espera
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Para ti UM BOM ANO 2011 extensivo á tua familia

    beijinhos e volta a escrever

    ResponderEliminar
  11. R!T@, Palavras são poucas para descrever o teu poema...
    Ele está Maravilhoso.. Parabens linda!!
    Espero que tudo melhore pra ti!! Bjks!!

    ResponderEliminar
  12. obrigada Thayná ;D
    passei por muitos maus bocados mesmo mas recuso me a passar novamente por isso!
    nunca mais ninguem me pora neste estado, mesmo que a ame muito ou ate demais!!

    ResponderEliminar
  13. Assim é que se fala...
    Sorriso na cara e Bola pra frente!!!

    ResponderEliminar
  14. obrigada Rita :')
    Também tens textos excelentes!

    ResponderEliminar