Número total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Realidade


Por muito que eu diga
Não, não, não!
Eu só quero dizer
Sim, sim, sim!

Por muito que eu te vire a cara
Eu só pretendo mostrar ta
A ti!

Por muito que eu te fuja
Eu só preciso 
Que procures por mim!

Por muito que eu me esconda
Eu só sonho
Que a tua pessoa me encontre!

Por muito que eu não te olhe
Eu só peço
Que olhes para mim!

Por muito que eu não te fale
Eu só anseio
Que a tua pessoa fale para mim!

Por muito que eu te diga que te odeio
Eu só necessito
Que compreendas que te adoro!

Por muito que eu suplique que te vás
Eu só quero
Que voltes e fiques!


Por muito que diga que
Não te amo,
Só quero que entendas
Que te amo
E que te quero
Ao pé de mim!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Sabedor


Olá queridos leitores! Peço desculpa por vos ter feito esperar tanto mas, não me sentia em condições de escrever, com tudo o que se tem passado na minha vida ultimamente!
Este poema foi feito em Fevereiro e, como tal, teria que o colocar aqui mais cedo ou mais tarde!

Espero que gostem..





Tu és o sabedor!

Aquele que conhece
(Melhor dizendo, conhecia)
Os meus anseios e instintos!

Foste tu sabedor!
Que me fizeste encontrar
a mim mesma,
Que despertaste
O que estava adormecido em mim,
E que agora ambiciono
Apagar de vez!

Foste tu, só tu
Que tiveste o prazer de estar comigo
como estiveste...
Tu contente,
Tu satisfeito
Por me teres do teu lado,
Ou será que foi mentira?


Mentira não era o que eu vislumbrava
Nos teus olhos,
No entanto acatei que era.
Mentira não era a expressão,
A luz que os teus olhos emitiam
E que não era apenas eu que via,
Mas o melhor era acreditar que fosse!

Ver-te do meu lado todos os dias,
Enchia o meu peito
De novo ar,
De novo alento,
De novo conhecimento e atitude!
Pena ter durado pouco
(Embora tenha sido fantástico),
Teres-me tirado o que me fazia
Sentir completa.
Mas a vida é assim!
Numa hora dá-nos algo,
N'outra tira nos,
Quando menos esperarmos
Para termos que lidar com a dor,
Aprender e crescer.

Eu desisti,
Do que não tinha mais
Porque lutar!
No momento,
Quero a mudança!
Nada de repetido
(Não quero lembrar-me mais
Do que já me lembro,
De tudo o que contigo vivi)...

No entanto,
Não me sinto completa,
Nem me sentirei!
Jamais a sensação de paz
Voltará a existir,
Porque era contigo,
Meu sabedor,
Meu feiticeiro,
Que tudo mudava!
Com a dor
Aprenderei a viver,
Com alguém ao meu lado,
Talvez melhor que tu!
Mas eu esperei por ti
Muito tempo
Para te ter e perder...

Apesar de tudo,
Foste tu,
És tu,
Serás tu
Meu sabedor!