Número total de visualizações de página

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Rotina...

O sorriso é o sonho
Que com o tempo 
Se olvida.

Na memória do ser humano,
O rosto como tantos outros
Desfigura-se e mistura-se
Numa profunda roda viva.

Por muito que passe o tempo
O cheiro permanece,
Fazendo do sonho a realidade.
A realidade não existente!

Basta um olhar
Para tudo voltar
Basta um virar
Para tudo se apagar.

O infinito torna-se finito
A recordação torna-se pó.
E o ser humano sente-se só!


4 comentários: