Número total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Grito


Há um tempo atras prometi
Ser sincera comigo mesma!
Portanto tenho que dizer,
Melhor, gritar
Aos sete ventos
O que estou a sentir!

Quer faça sol,
Chuva ou vento,
Quero que o grito
Chegue a ti!

Não importa a distancia!
Se apenas te chega
Um murmúrio
Ou o grito inteiro.

Precisas saber,
Precisas ouvir,
Precisas perceber,
O que não consigo
Mais guardar,
Esconder!
Eu amo-te com todas as minhas forças!

Não me importa que sejas “puto”
Pouco me interessa
A tua altura,
A tua mentalidade…
Quero-te por seres tu próprio!
Por me teres 
Ensinado a amar,
Por fazeres com que
Acreditasse em mim,
Por me ensinares
A sonhar novamente,
Por teres estado
Quando necessitava…!

De cada vez que te vejo
E como se fosse a 1ª vez!
O meu coração enlouquece!

Ele pula,
Ele abana,
De uma forma
Que quase me mata!

Mas quando te afastas
Ele pára,
Cessa rapidamente
Ficando o vazio, apenas,
Como minha companhia!

Ouve bem:
És o único que me faz feliz!
É por ti! Só por  ti,
Que este pobre coração bate!
Es o meu Sol,
A minha essência,
A minha vida!

Sem ti murcho por dentro
Como as pétalas de uma flor!
Por isso, não posso,
Não quero,
Não abro a mão de ti!
Nunca! <3

6 comentários:

  1. nao faco a minima de quem escreveu xD mas e bem verdade

    ResponderEliminar
  2. Se é. ;)
    Parabéns Ritinha. Escreves muito bem e este poema não é exceção. ;)
    Beijinhoos. *

    ResponderEliminar
  3. obrigada beu ;) sem as tuas criticas boas nada seria igual :p <3

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. ahah, obrigada Ines xD amo as tuas criticas!

    ResponderEliminar